CDs Cristãos Downloads

Blog de Downloads de Músicas, Filmes, DVDs, Palestras. Reconhecido na qualidade de notícias e formações do meio cristão!


Afinal, pirataria é tão ruim quanto dizem?


Não pagamento de direitos autorais causa prejuízos, mas a livre distribuição, no fim das contas, pode acabar compensando os autores.
A pirataria é considerada o inimigo público número 1 da indústria do entretenimento. Estúdios de cinema, gravadoras e emissoras de TV apresentam todos os anos uma série de relatórios em que demonstram o quanto perderam graças ao compartilhamento ilegal de conteúdo. Além das grandes corporações, muitas vezes é o autor quem deixa de receber o quanto deveria em função das cópias ilegais do seu trabalho.
Contudo, apesar dessa adversidade, ainda assim essas indústrias seguem faturando alto e com uma lucratividade capaz de manter tranquilamente os negócios em pleno funcionamento. Qual é o segredo? A resposta pode estar nos benefícios que o compartilhamento de conteúdo em maior volume pode trazer para todos os envolvidos.

Tá ruim para todo mundo?

O governo da Suíça decidiu após um estudo que baixar músicas e filmes para uso pessoal não é ilegal, segundo informações do site TorrentFreak. Para chegar a essa conclusão, o governo conduziu uma análise que levou em conta os hábitos da população.
Segundo o relatório, um terço dos cidadãos do país com mais de 15 anos faz downloads piratas de jogos, músicas e filmes e, nem por isso, deixa de gastar ou gasta menos dinheiro com entretenimento. A pesquisa mostrou ainda que a indústria não está necessariamente perdendo dinheiro com isso.
Tudo é uma questão de perfil dos consumidores. Aqueles que costumam pagar pelo conteúdo não deixaram de fazê-lo, mesmo baixando arquivos da internet. O acesso a um maior número de arquivos compartilhados funciona como uma espécie de degustação, fazendo com que esses consumidores acabem comprando mais ou, na pior das hipóteses, tanto quanto compravam antes, porém de maneira mais seletiva.
Já aqueles que hoje baixam conteúdo e não compram são os mesmos que antes de terem acesso a essa possibilidade já não compravam. Logo, não são eles que influenciam diretamente no faturamento. Em contrapartida, por terem acesso ao conteúdo, eles passam a fazer o papel de divulgadores, compensando, de forma indireta, a ausência de retorno financeiro com um retorno em divulgação de informações.


Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/pirataria/16807-afinal-pirataria-e-tao-ruim-quanto-dizem-.htm#ixzz1h65HkPGr

Compartilhar música não afeta renda de artistas


Um recente estudo da London School of Economics comprova que compartilhar músicas pela internet não está afetando o rendimento dos autores e esta nova prática social não é inimiga dos criadores. A informação é do ex-diretor geral da Campus Party Brasil e colaborador do Radar Econômico (jornal O Estado de S. Paulo), Marcelo Branco.
Segundo o estudo, a condução negativa do debate proposto pela indústria fonográfica e pelas arrecadadoras, e a forma de proteção inadequada da propriedade intelectual nos tempos de internet, é o que tem causado danos à indústria criativa da música.
O estudo sugere também que uma nova legislação de direito autoral deveria estimular a prática dos internautas, e não reprimir. Outros fatores que estão influindo na queda do rendimento das gravadoras são o aumento do custo dos serviços básicos, da moradia e das taxas de desemprego e o crescimento do mercado dos games.
Por tudo isso está sobrando menos dinheiro para a compra dos CDs. O argumento de que quem compartilha música pela internet está “roubando” a propriedade das gravadoras, diminuindo seus rendimentos, também já foi desmentido em um estudo de 2007, publicado pelo Journal of Political Economy.
Segundo este estudo, a maioria das pessoas que baixam músicas pela rede não escutaria seus músicos prediletos se tivessem que comprar nos preços de hoje. Isso quer dizer que, baixar músicas pela Internet tem um efeito nas vendas que, estatisticamente, é praticamente zero.
Outra inverdade é que a prática social de baixarmos músicas pela internet vai deixar os autores sem alternativas de rendimento e sem estímulo para criar, já que a grande maioria dos artistas vive de apresentações ao vivo, dos seus shows. Quanto mais uma música é difundida pela internet e o artista é conhecido, mais shows e mais ingressos são vendidos.
Em 2009, no Reino Unido, por exemplo, as receitas por shows ao vivo ultrapassaram, pela primeira vez, o volume arrecadado por vendas de discos. A venda de discos movimentou 1,36 bilhão de libras, e os shows movimentaram 1,54 bilhão de libras.
Texto "pirateado" de: 

Ministério Salve Samba - Vida quero Mais - Ao Vivo





CD Promocional Gravado Ao Vivo no "VIDA QUERO MAIS 2011", Um evento Realizado Pela Comunidade Católica Shalom


Download cedido pela banda:
http://www.4shared.com/file/Ueym6Tau/Ministrio_Salve_Samba_no_Vida_.html

Blog: http://ministeriosalvesamba.blogspot.com/

Banda JP2, PJJ Natal-RN - Eu desejo, eu quero eu vou entre os 10 do festival Halleluya

Galera, banda JP2 formada por irmãos do Projeto Juventude pra Jesus do Shalom de Natal-RN. Com grande alegria anuncio que estão entre os 10 classificados no festival Halleluya.

Com a música composta pelo vocacionado Handerson, inspirada nas palavras do fundador do Shalom no escrito Obra Nova. Eis a música:

Notícias - Compartilhe, copie. É legal

Você deve conhecer a publicidade antipirataria. Como resposta às mensagens sempre alarmistas das campanhas contra o compartilhamento, um pessoal da Universidade Federal de Pernambuco fez o seu próprio comercial – mas mostrando o lado bom de compartilhar.

“A ideia inicial era parodiar as propagandas que por si só já são absurdas. Contudo a real força desse projeto é incentivar o debate em prol da livre circulação e compartilhamento do conhecimento, da cultura”, explica Rafael de Amorim, um dos membros da Jacaré Vídeo, produtora do vídeo.


“De um lado há entidades comparando a pirataria a um crime moral, insinuando que a pirataria é igual a roubar ou se associar ao narcotráfico. E, do outro, há a Jacaré e outros grupos, propondo o diálogo para um real caminho de compartilhamento, incluindo a pirataria nesse debate”, diz Rafael. Segundo ele, o grupo veiculará o comercial em todas as suas produções e em vídeos de outras produtoras que desejarem.

Blog P2P.

Divulgação - Ministério de Música Salve Samba


Ministério de Música Católico, que por sentir a necessidade de uma forma diferente de evangelizar a juventude, foi fundado então o MINISTÉRIO SALVE SAMBA, que através do som agitado e muito swingado louva e adora ao senhor Jesus Cristo. O Ministério tem suas próprias composições que variam de ritmos, como, swingueira, axé, samba e música de adoração. O principal objetivo do Ministério é Evangelizar e a cada dia buscar a conversão.

Em breve estará sendo gravado primeiro CD que irá divulgar melhor o Ministério, mais por enquanto Temos aqui algumas faixas remixadas e gravadas nos ensaios. Visite também os links abaixo e conheça mais esse ministério.

INTEGRANTES
Adriano Gomes:(vocal)
Romim:(pandeiro e backing vocal)
Valdo:(surdo e backing vocal)
Gustavo Santos:(contra-baixo)
Reno:(Percussão)
Carol:(backing vocal)
Ednaldo: (percussão e bateria)
Ramom: (Percussão)
Holando Vinturino:(Percussão e bateria)
Sintia Matos:(guitarra solo e base)
Wilker, Gleycin, e Taty:(coreógrafos)
Eu Preciso de você_-_cdscristaos.blogspot.com.mp3
Hoje Sou Feliz_-_cdscristaos.blogspot.com .mp3
Salve Samba Mix - Pisa no inimigo_-_cdscristaos.blogspot.com.mp3

Serviço Público - Quatro informações úteis não divulgadas!


IMPORTANTE :
1. Quem quiser tirar uma cópia da certidão de nascimento, ou de casamento, não precisa mais ir até um cartório, pegar senha e esperar um tempão na fila.
O cartório eletrônico, já está no ar! www.cartorio24horas.com.br

Nele você resolve essas (e outras) burocracias, 24 horas por dia, on-line. Cópias de certidões de óbitos, imóveis, e protestos também podem ser solicitados pela internet.
Para pagar é preciso imprimir um boleto bancário. Depois, o documento chega por Sedex.

2. DIVULGUE. É IMPORTANTE: AUXÍLIO À LISTA
Telefone 102... não!
Agora é: 08002800102
Vejam só como não somos avisados das coisas que realmente são
importantes...
NA CONSULTA AO 102, PAGAMOS R$ 1,20 PELO SERVIÇO.
SÓ QUE A TELEFÔNICA NÃO AVISA QUE EXISTE UM SERVIÇO
VERDADEIRAMENTE GRATUITO.

3. Importante: Documentos roubados - BO (boletim de ocorrência) dá gratuidade - Lei 3.051/98 - VOCÊ SABIA???

Acho que grande parte da população não sabe, é que a Lei 3.051/98 que nos dá o direito de em caso de roubo ou furto (mediante a apresentação do Boletim de Ocorrência), gratuidade na emissão da 2ª via de tais documentos como:
Habilitação (R$ 42,97);
Identidade (R$ 32,65);
Licenciamento Anual de Veículo (R$ 34,11).

Para conseguir a gratuidade, basta levar uma cópia (não precisa ser autenticada) do Boletim de Ocorrência e o original ao Detran p/ Habilitação e Licenciamento e outra cópia à um posto do IFP..

MULTA DE TRANSITO : essa você não sabia

No caso de multa por infração leve ou média, se você não foi multado pelo mesmo motivo nos últimos 12 meses, não precisa pagar multa. É só ir ao DETRAN e pedir o formulário para converter a infração em advertência com base no Art. 267 do CTB. Levar Xérox da carteira de motorista e a notificação da multa.. Em 30 dias você recebe pelo correio a advertência por escrito. Perde os pontos, mas não paga nada.

Código de Trânsito Brasileiro
Art. 267 - Poderá ser imposta a penalidade de advertência por escrito à infração de natureza leve ou média, passível de ser punida com multa, não sendo reincidente o infrator, na mesma infração, nos últimos doze meses, quando a autoridade, considerando o prontuário do infrator, entender esta providência como mais educativa.

DIVULGUEM PARA O MAIOR NÚMERO DE PESSOAS POSSÍVEL. VAMOS ACABAR COM A INDÚSTRIA DA MULTA!!!!